quinta-feira, 5 de março de 2009

De luto por um Crime Ambiental que ocorre na Fajã do Calhau (S. Miguel, Açores)

.
Com vista a melhorar as acessibilidades a um local de “natureza intacta”, o Governo Regional dos Açores está a empreender uma obra que é um verdadeiro atentado ambiental. Sem dúvida que o turismo exige sacrifícios. Mas, já agora, se não for pedir muito, convém deixar um pouco de natureza. É que é sobretudo ela que chama turistas para os Açores.
.
O presente post integra-se na campanha “Dia F” impulsionada pelo blog Fiat Lux * Carpe Diem. As fotos acima, bastante elucidativas por sinal, foram disponibilizadas pelo Clube Asas de S. Miguel (Via Fiat Lux).

3 comentários:

EU disse...

É caso para pensar porque é que existe uma Secretaria do Ambiente, enfim, muito triste!

Anónimo disse...

Ver o Sr. Prof. Doutor Álamo Meneses metido nestas trafulhices sem as parar imediatamente, dá-me náuseas... já a "outra" amiga, eh eh eh, essa grande ambientalista "lá de casa" não me espanta. Parem de assassinar o que resta ó irresponsáveis. Muitos Lexotans devem tomar para dormir depois deste espinho no cú!

Anónimo disse...

que tristeza...